CARTA ABERTA DA FNT A CIRO GOMES

 

Rio de Janeiro, 7 de agosto de 2018

Ao companheiro e líder Ciro Gomes

 

 

A verdadeira imortalidade dos homens se dá pela perenidade de suas ideias. Temos, na Frente Nacional Trabalhista, o vívido orgulho de portar a bandeira do trabalhismo histórico, representada na perfeita linha do tempo iniciada por João Goulart, ao caminhar pelo Brasil com Vargas na vitoriosa campanha de 1950, seguida por Leonel Brizola, no batismo de fogo da Campanha da Legalidade e que teve seu mais recente ato histórico na sábia decisão de nosso saudoso governador ao nomeá-lo seu último candidato presidencial, em 2002, e de mãos dadas ao jovem ministro que aprendemos a admirar, fazê-lo também portador da chama perpétua do trabalhismo.

 

Por isso, amigo Ciro, consideramos sua filiação ao PDT e sua liderança nas causas trabalhistas, nacionalistas e anti-imperialistas o caminho natural, o fio da história, a mensagem viva de boas novas ao sofrido povo brasileiro. Tratemos de restaurar nossa soberania, reestabeleçamos nosso futuro, cuidemos de nossas crianças. O acalento dos humildes, a palavra de esperança aos mais sofridos, sabemos bem que virá da tua voz, a voz de um pleno conhecedor das mazelas do Brasil profundo, de um indignado combatente contra as injustiças sociais e o subdesenvolvimento econômico de nosso país.

 

Ao longo dos anos de 2017 e 2018, buscamos construir no Partido Pátria Livre pontes que fortalecessem seu projeto presidencial, bem como enriquecessem o debate programático sobre o projeto nacional de desenvolvimento que comungamos.

 

Objetados nesta iniciativa, nos desfiliamos em abril para aderirmos, de peito aberto, à articulação entre o PDT e o PSB, com distribuição estrategicamente pensada de nossas lideranças e nossos pré-candidatos nestas duas legendas.

 

Dos trabalhistas do Rio de Janeiro, recebemos a melhor das recepções, bem como dos socialistas, sob a liderança firme do deputado federal Alessandro Molon, desde cedo compromissado com seu projeto de reconstrução do Brasil.

 

Nas fileiras do PDT, do PSB, na militância suprapartidária da Frente Nacional Trabalhista com nossas bases populares e em nossa interlocução com o meio acadêmico, por meio da participação de nosso porta-voz Lucas Alvares no Instituto da Brasilidade, sob a batuta dos professores Carlos Lessa e Darc Costa, temos contribuído diuturnamente para a propagação de seu nome e seu projeto, amigo Ciro, fiéis que somos às bandeiras por sua candidatura representadas, e absorvidos pela fé de que elas não nos conduzirão apenas à vitória eleitoral, mas ao nascimento de um novo país.

 

À luta, Ciro, pelo Brasil! Até a vitória!

 

Lucas Alvares, Marcos Andrade, André Nunes, Guilherme Ribeiro e Ramez Maalouf.

Porta-vozes da Frente Nacional Trabalhista

#JuntosFaremosHistória #EmDefesaDoBrasil